Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Pelejar é preciso...

Peleja, 125 km. Por Vitor Hugo Moreau     Pela primeira vez fui correr uma prova sem fazer absolutamente nada. Por conta da rotina de trabalho, Luciana teve que preparar todo o material. Nem na minha mochila, eu sabia o que tinha. A sorte é que nossa sintonia já é tanta que ela sabe exatamente do que eu gosto e do que eu não gosto. Quais comidas vão na bike, quais na barrigueira da mochila. Tudo. Eu ainda só ia poder chegar em Cachoeira depois de 14:00, quando o briefing já teria terminado. Sem marcação de mapa, sem ouvir o briefing . Ficaria tudo por conta da Lu. Eu ia ser atleta de percurso.     Saímos, de Salvador 12:30, eu e Mauroba – outro que iria cair de paraquedas em cima do trem andando. Lu, Gabi, Scavuzzi e Vande – nosso estreante no quarteto – seriam responsáveis pelo planejamento da prova. Cheguei em Cachoeira uma hora antes da largada. Ainda tinha que me arrumar e terminar de preparar tudo, mas o desafio maior foi estacionar o carro perto da pousada para tir