Pular para o conteúdo principal

Postagens

DS 2022- “SEM LUTA NÃO HÁ VITÓRIA!”

  “É sofrimento garantido, perigo iminente, aventura na veia e na alma!” – Esse foi um trecho da resenha que fiz sobre o DS 2021. Qualquer semelhança não é mera coincidência... Waltinho fofo, Daniel naquela tranquilidade, o churrasco, o percurso f@#&, o encontro de atletas, o clássico que ninguém quer perder. Nosso quarteto só fechou no apagar das luzes, na semana da corrida. Maurício não pôde ir e quem entrou de última hora foi Down. Nem sei como aceitou! A pessoa com rompimento de todos os ligamentos do joelho, cirurgia quase marcada, só pediu que tivéssemos paciência por causa das dores que poderia sentir. Não exatamente com essas palavras, mas era isso ou nada. Não tínhamos outra pessoa mesmo! 😂   Equipe: João Coelho Vitor Hugo Moreau Luciana Freitas (eu) Down Objetivo? Depende!! Para Janaína, mulher de João e conselheira da equipe, a gente sempre tá devendo um troféu de primeiro lugar pra ela, faz é tempo. João diz que a gente vai ficar em primeiro toda vez
Postagens recentes

Bahia Adventure Race 2022- 130km

  Foto @wtogumi   EM-PO-DE-RA-MEN-TO “Empoderar -se é o ato de tomar poder sobre si. Consiste no processo de tomar consciência e poder.  Empoderar  é o verbo, a ação, o momento em que isso acontece.” Eis uma versão de empoderamento, a minha versão da ação. Existimos desde 2008.  Acho que antes disso.  Nossa última aparição em Quarteto numa prova de mais de 100km foi na Odisseia de Natal em 2018. Fizemos lindo lá! Segundo lugar, última perna de canoagem super punk, quase perdendo voo, chegamos até o fim, uma das três equipes sem corte, chegamos fazendo a maior festa como vice-campeãs dos quartetos!  Apesar da grande vontade de voltar, a pandemia deu uma atrapalhada, acabei seguindo no Quarteto Misto e muita coisa aconteceu.  Pra juntar as quatro mulheres, buscamos nossas origens... Primeiro éramos eu (Luciana), Gabi, Thays e Lucy. Daí, Lucy teve um imprevisto, acabamos convidando Fernanda Piê, que não deixou a desejar com todo o seu poder. Deixa eu falar um pouco de nós...

50

Pensando nos meus 50 anos...  Foram muitos ganhos. O que pensei que perdi, certamente, foi livramento.  Nada de batom, desde sempre. Cabelos penteados, só depois da lavagem. Roupa que me aperte muito, sem condições.  Tem coisas que aprendo devagar, executo por partes, faço anotações e, algumas vezes, preciso do manual de instruções. E às vezes tem que desenhar mesmo. 😄 Prefiro demonstrar do que dizer mas, muitas vezes, não demonstro.  Não me permito odiar quem quer que seja, ninguém merece a minha atenção a esse ponto. Deve ser coisa de signo, mas sentimento ruim é muito difícil de administrar.  O esporte me modificou aqui por dentro, em algum lugar.  Tenho dezenas de medalhas e troféus, mas nada se compara às experiências que vivi.  Desconfio da zona de conforto, embora transite por ela confortavelmente.  Quem se diz pleno está muito longe disso, só pelo fato de dizer. O melhor caminho é o do meio.  Faço piada das minhas derrotas.  Amorosidade resolve quase tudo na vida. Pro que s

Bastidores Expedição Mandacaru 2021

Não tinha como ficar sem uma resenha dessa que foi uma grande festa da Corrida de Aventura na Bahia!  Numa dessas viagens de Down, surgiu o convite pra fazer uma corrida em Ibicoara. Taquipariu! Já estava com 2 projetos rodando. Um deles como atleta, a Corrida de Aventura Malaraca Expedition 500km, que aconteceu em setembro, com treino até o talo. E o outro, a Turma 10 da Escola de Aventura pra “rodar” no mesmo período. No meio de tudo, já sabem... Tem os dois trabalhos e a vida pessoal não tão tranquila quanto as pessoas pensam que tenho. Aliás, os invejosos da minha vida, se existirem os invejosos, perdem tempo tendo inveja de mim, se tiverem mesmo, porque se eu der um ano de permuta da minha vida pra pessoa, ela devolve no outro dia.😂 Enfim, tô aqui pra isso e, modéstia à parte, a minha capacidade de enfrentamento vai muito além do que qualquer um imagina. Mas quem quiser, avisa, tá?! Começamos a planejar a bagaceira! Para nós, muito trabalho, para os atletas, sofrimento garantido