Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Trilha Salkantay- Dia 3- Chaullay a Águas Calientes- Muitos Km!

   Café robusto com mingau de aveia, ovos revueltos sem tempero, café com leite e pão! Maravilha pra começar um trekking de 35km. Com planos de superar as expectativas locais, certos de que não teríamos dificuldade com altitude nesse trecho, queríamos chegar em Águas Calientes ainda de dia. Na pior das hipóteses, chegar na Hidroelétrica de dia, já que o caminho dali em diante era pela linha do trem.    Às 5:50h já estávamos com o pé na estrada. Sempre sozinhos nessa parte da viagem, seguimos pelo estradão até uma ponte, onde uma trilha atravessava para o lado esquerdo do rio Urubamba. Trilha linda que contornava um paredão do vale, enquanto do outro lado do rio estava a estrada, até se encontrarem outra vez em La Playa, em outra ponte. Poucas subidas, mata verde escura, pontes de madeira nos ajudavam a transpor as cachoeiras que desciam das montanhas. Caminhávamos animadíssimos, curtindo a paisagem, os bichos e o barulho do rio. Encontramos plantações, um pequeno camping e uma v

Trilha Salkantay- Dia 2- Soraypampa a Chaullay- 20km

   Noite fria no chão duro! O saco de dormir não deu conta na categoria conforto, nem aqueceu o tanto que deveria. Os ossos do quadril não encontraram posição sem doer naquele chão de madeira. As meias não deram conta do frio em sua totalidade. Dormia apenas o tempo de doer muito o quadril para mudar de posição por causa da dor. Pensava o tempo inteiro no Humantay, na dor no quadril e no frio nos pés. Reflexão demais da conta!    No acampamento lotado,  perto das 5h da manhã, os guias começaram a acordar seus pupilos e a nós, por tabela. Decidimos esquecer o Humantay, tomar café em D. Andrea e seguir caminho rumo à Chaullay. Até então não tínhamos certeza de que o hostel reservado existia mas, no ruim de tudo, acamparíamos outra vez. Ninguém, por todo o caminho, sabia informar sobre o Salkantay Hostel. O amanhecer.    A subida do Salkantay é indócil! A passos de tartaruga, dividíamos espaço com mulas mancas, guias apressados e alguns trilheiros. A sensação de lentidão er

Trilha Sankantay- Dia 1- Mollepata a Soraypampa- 20km

   Logo cedo, às 4:20h, seguimos para rua Arcopata. Nas mochilas, o necessário para sobreviver por 3 dias de trilha e a muda de roupa para Machu Picchu. A mala grande ficou no Hostel. Num frio de doer, em meio à escuridão, um táxi apareceu do além, cobrando apenas 7 soles para nos levar até o ponto de vans. Um achado!    A van saiu exatamente às 5 da manhã de Cusco para Mollepata. Enquanto não estava enxergando, tudo certo, mas o dia amanheceu e tudo mudou em minha vida. O motorista buzinava para avisar a quem estava vindo na direção contrária. Algo do tipo "Tô passando!". Fiz uma breve oração de precaução e mantive os olhos fechados. Quando a pista de asfalto acabou, a coisa ficou feia! A van serpenteava loucamente pela estrada de barro estreita, como se não houvesse amanhã. Ainda bem que o movimento para a Mollepata naquele horário era mais de ida do que de vinda. Dava um certo alívio mas cair daqueles penhascos seria o fim de todos nós.    Mollepata tem pedágio

Diário da Trilha Salkantay- Preparativos até Cusco

   Antes, pesquisamos muito em blogs, vídeos e sites, reservamos o que pudemos e organizamos os equipamentos que tínhamos. A Corrida de Aventura nos traz essa leveza. Acostumados com perrengue, a gente tem quase tudo de equipamentos e a cabeça meio preparada para os imprevistos. Inclusive, o kit de primeiros socorros usado nas corridas sofreu poucas alterações para viagem.    Até Lima, a mudança de duas para três conexões resultou em um dia inteiro de viagem. Saída de Salvador na manhã de 21 de junho, conexão de 5 horas no Rio de Janeiro, outra de 4 horas em Santiago, até chegar em Lima na madrugada seguinte, dia 22 de junho. Esperamos o dia amanhecer para pegar a condução até o Hostel em Miraflores.    O assédio dos taxistas no aeroporto é pior do que em qualquer lugar que já fui. Eles não lhe deixam em paz, irritam mesmo. Uber não deu certo, e rolou assédio também. Arghhh! Depois de mais de meia hora tentando, pegamos o Táxi Green por $60 (60 soles) até Miraflores. Então fique