sábado, 30 de abril de 2011

Let's Running!










Essa dá pra qualquer pessoa fazer! A quilometragem é super light! Pertinho! Você precisa montar uma dupla, treinar mountain bike, dar uma corridinha pra deixar o coração preparado e cair pra dentro. Academia e preparação por um instrutor de Educação Física fazem muito bem! Então mexa-se! Comece agora! Mande a preguiça para o inferno e vá!

E ainda vai ter Ação Social em Saúde Bucal pra alegrar a criançada. Serão distribuídos escovas e cremes dentais para as crianças e suas mães. Essa é uma parceria da Organização do Running e da Aventureiros do Agreste.

Estaremos na corrida de Penélopes do Agreste e a Aventureiros será representada por várias duplas. Monte a sua!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Hora do banho- Ecomotion!
























No domingo, antes de partir para Prado, tomei banho sem lavar o cabelo crente, que tava abafando, que encontraria um banheiro pra usar antes da largada. Não teve banheiro nenhum! Malmente para fazer o último xixi e passar o hipoglós antes de nos lançarem ao mar.

No PC7, na terça-feira pela manhã, tinha uma casinha. Aquela casinha na estrada com um terreiro grande e um tanque no chão. Nem sei quem autorizou a nossa entrada. Ouvi um cara falando que a única opção era ali e não pensei duas vezes. No terreiro mesmo, de cuia. Super acostumada a tomar banho de fonte lá na roça, senti-me em casa! E tava bem suja! Aproveitei pra lavar o cabelo.

Dentro da minha caixa havia um kit básico de higiene. Com xampu, condicionador, absorvente, pente, creme de pentear, sabonete líquido, fio dental, escova de dentes. Só esqueci o desodorante. Também! Uma agonia da zorra pra sair! Acabei esquecendo alguma coisa! Todavia, alguém encontrou um desodorante em spray, que ficou para o quarteto fantástico. Tive medo de ter uma catinga. Só uso desodorante em creme, antiperspirante. Olha só que chique! Só uso antiperspirante! Mas o spray teve que funcionar! De vez em quando conferia pra saber se tinha vencido!

Aproveitei para escovar os dentes. E compartilhei a escova de dentes com os meninos, só pra variar! Virou item de utilidade pública! Paciência! Precisava de banho, de roupa limpa e de tirar aquela crosta de placa bacteriana dos meus dentes. Nem estava preocupada em ter que dividir nada! Isso está fora do básico!

Também passei uma água no meu colete de prova. Esse sim estava podre, insuportável, fedido! Lavei com o sabonete líquido. Meu cabelo ficou uma beleza, mas a graça acabou logo que tive que prendê-lo molhado mesmo!

E ninguém percebeu que mudei de roupa no meio da rua, usando apenas uma toalha. Já tinha tomado banho de top e calçolão pretos. Usei a porta do carro de um lado e uma toalha do outro. Assim que se muda de roupa no Ecomotion! Aprendam!

No mesmo dia, em Itamaraju, antes de dormir aquele pouquinho que contei no release. Dei a louca que dormiria de banho tomado. Queimei alguns minutos do meu sono para tomar um banho. Essa, realmente, não entendi! Porque foi que tomei dois banhos no mesmo dia?! Porque ninguém me lembrou que era o mesmo dia?! Nossa! Estava me sentindo tão suja!

A escola perto da pracinha estava disponível para as necessidades básicas! Os alunos começavam a chegar! Entrei no banheiro e mandei ver nos preparativos para o banho. Ainda bem que só tinha tirado o colete de prova e a camisa! Já estava de top quando entrou um homem! Só então percebi a presença dos mictórios dignos, exclusivamente, de banheiros masculinos. Peguei minhas tralhas e corri dali. Só eu mesma pra fazer uma maluquice dessas! Podem rir de mim!

Depois desse banho pude dormir maravilhosamente bem por 1 hora.
O último foi em Cajuíta, na quarta-feira à noite. Mesmo com uma creche disponível, uma moça me ofereceu um banheiro com água quente. Acompanhou-me até sua casa e me deixou num banheiro enorme. Foi o melhor banho! Tive o cuidado de deixar o banheiro igualmente “ariado”. Enquanto saía, tentava achar alguém com um olhar discreto, até a porta da rua escura. Era tarde da noite! Dava pra perceber que os moradores dormiam. Deixei a porta entreaberta, como encontrei, e fui embora sem saber como agradecer. Ela sumiu!
A roupa suja ia para um saquinho especial, as calçolas eram jogadas fora mesmo. Não precisava daquele souvenir! O kit básico devolvido para a caixa.
De lá até o último dia, tomei outros banhos diferentes. De lama, de rio, de barro e de chuva. Então tá certo! Três banhos em cinco dias estão de bom tamanho! Ouvi falar que tem gente que nem toma banho pra não perder tempo. Então fui uma lady!

sábado, 23 de abril de 2011

Bastidores



A Corrida realmente começa desde que decidimos fazê-la. A logística até a linha de largada é uma loucura! Nutrição, treinamento, patrocínio, emails, captação de recursos. Tudo é com a gente! Associado ao nosso dia-a-dia, entranhado com o nosso dia-a-dia. Família, amigos, eventos, trabalho. Todos envolvidos num sonho.

Eu(Luciana Freitas), Frederico Dortas, Fernando Scavuzzi e Mauro Abram viajamos até Porto Seguro para a etapa do Mundial de Corrida de Aventura. Um prova com apoio. Ou seja, um carro vai ao nosso encontro em pontos específicos com todas as nossas tralhas e comidas para nos dar o suporte necessário no andamento da prova. Ígor e Tadeu, também atletas da Aventureiros do Agreste fizeram esse difícil e importante papel.

Viajamos dia 8 de abril, na sexta-feira, até Porto Seguro, o “QG” da festa. Eu, Fred e Tadeu fomos pelo céu. Mauro, Scavuzzi e Ígor pela terra. De Salvador até Porto Seguro.

Como chegamos primeiro, pegamos um táxi do aeroporto e saímos pela cidade em busca de hotel. Apesar do trabalho que deu, pois andamos muito mesmo, tivemos a sorte de não fechar nada antes porque os hotéis dentro da cidade não tinham espaço para abrigar nosso carro com bicicletas e equipamentos. Foi desgastante sim! Mas ficamos num lugar antes da prova, que nos permitiu descansar e guardar nossas coisas. E em outro depois da prova, permitiu o merecido descanso e, ainda, que espalhássemos nossas coisas enlamaçadas por todos os lados, incomodando, inclusive e provavelmente aos outros hóspedes. Isso facilitou as nossas vidas!

Encontramos-nos já de noitinha e seguimos ao local de conferência de equipamentos obrigatórios. Num hotel bem bacana! Tava todo mundo lá! Os amigos de longos tempos, queridos, antigos. Aqueles que a gente não encontra tanto, mas não esquece. A turma da Bahia também marcou presença no Staff! Adoro esse povo todo! Abraço todo mundo! Além disso, ainda dá pra conhecer gente do mundo todo! Atletas e apoios. E nós estávamos lá! E eu estava lá! Do mato de Catu para uma etapa do Mundial de Corrida de Aventura. Um Mundial de Aventura no Mato!
Passamos dois dias resolvendo os babados pré-corrida! Quem pensa que alguém descansa está redondamente enganado. Desde a chegada em Porto Seguro até a hora da largada é pauleira! Não sei se as equipes que só treinam pra isso tem essa mordomia de não fazer nada nos dias que antecedem a prova. Nos não tivemos!
Vejam o release da prova no blog da Aventureiros do Agreste. Vou escrevendo uns detalhes e percepções minhas da prova por aqui.



segunda-feira, 18 de abril de 2011

De volta a civilização












Depois de 10 dias fora, aqui estou eu. Estamos todos bem, obrigada! A prova foi um sucesso dentro de tudo a que nos propusemos e pudemos nos dedicar em relação a treino, logística, alimentação. O aprendizado, as lições vão ficar para o resto da vida. Vou escrever o release no blog da Aventureiros e postar alguns detalhes interessantes por aqui. As coisas de Penélope. Minha visão das coisas. Aguardem! Só preciso dormir mais um pouco...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Tá chegando a hora!







A próxima postagem, depois dessa, só depois da corrida. Em Porto Seguro, já chegaram algumas equipes. Nós vamos amanhã, sexta-feira. Tá tudo pronto! Carro arrumado, malas prontas!

A tensão está diminuindo, por incrível que possa parecer. Deve ser porque consegui arrumar tudo a tempo. Mas, o dia foi difícil! Minhas crianças ainda arrumaram uma faringite coletiva. Febre, dor de cabeça e dor de garganta. Nos dois foi fogo! Fiquei uma pilha de nervos! Tive que faltar alguns compromissos para conseguir administrar a toda problemática. Mas, deu tudo certo!

Genteeeeee! Agora é pra valer! Vou tentar informar a vocês como estão as coisas por lá. De qualquer forma, acessem o site do Ecomotion- http://www.ecomotion.com.br/ . Por lá, vocês acompanham a prova quase em tempo real e ficam sabendo de todos os detalhes do que está rolando. E ainda podem mandar recados pra gente. No último ano, recebi vários recados nas minhas transições. Aquilo me dava até forças pra continuar.

Vou indo tá! Vamos fazer o melhor! Vamos juntos, irmãos, amigos, como sempre fomos. Aventureiros do Agreste- Retroceder Nunca, Render-se Jamais, Divertir-se Sempre! Esse é o nosso lema! Quando voltar, conto tudo pra vocês

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Notícias da Corrida!



Nunca recebemos tanto apoio para realizarmos uma competição. Os amigos estão comprando nossas camisas! Aproveitamos para agradecer. Muito obrigada! A turma do meu trabalho já combinou de vestir a camisa da Aventureiros na segunda-feira, dia da largada. Mais agradecimentos!

Já contei que vamos dormir numa escuna do domingo para a segunda? E a largada será em alto mar, em direção ao Monte Pascoal? Advinhem qual a frase que vou gritar na hora da largada? "-Terra à vistaaaaaaaa!" Vocês vão ouvir daqui.

Domingo teve entrevista na Rádio Metrópole. Acabei representando a Equipe porque Mauro representou a FBCA. Foi muito bacana! Vários amigos ouviram e participaram! Depois da entrevista, recebemos várias ligações dando os parabéns. Foi massa!

Depois de amanhã a gente viaja para Porto Seguro, onde será o QG da prova. Tá quase tudo pronto. Mas, essa semana foi uma correria pra mim. Acabou que o tempo ficou curto! Meio pra última hora mesmo! É muita coisa pra resolver! A prova é muito longa! A logística é pesadíssima! Mesmo sabendo que as falhas acontecem, a coisa precisa correr às mil maravilhas pra tudo ficar redondo!

Nossa última avaliação nutricional antes da prova foi hoje também. Ana Leiro, da Officina de Nutrição, é uma graça! Além de fazer mil medidas e nos avaliar individualmente, ela ainda faz avaliação psicológica. É uma viagem! Hoje ela fez um traçado do nosso perfil e papel dentro da prova. De cada um mesmo! E ainda aconselhou a não misturarmos os papéis. Sábios conselhos!

O frio na barriga continua! Ainda preciso resolver muita coisa. Talvez eu peça pra o pessoal lá no céu aumentar o dia para umas 32horas. Só amanhã. Aí vai dar tempo de fazer tudo!

domingo, 3 de abril de 2011

Teste da papete.

   Comprei uma papete ridícula! Sempre faço a promessa de comprar em todas as provas longas. Mas, só depois de perder todas as unhas. Resisto porque fico ridícula em papetes! Minhas pernas não são lá essas grossuras todas. Imaginem, eu de papete! Agora tentem imaginar de papete e de meias. Pois, vou usá-las no Ecomotion! E com meias! Não que me importe com a roupa que vou. Quando entro na corrida não penso em estética, embora arrume o cabelo de vez em quando.
   Fred também teve de comprar o diacho da papete. Os outros meninos já tem. E usam papete até em batizados de bonecas. Eles até ficam bonitinhos usando aquele troço! Mas eu não! Minhas pernas parecem mais finas! Não é um calçado delicado.
   O problema é que tive que fazer o teste da papete! Isso inclui utilizá-las em público pelo maior tempo possível. Pra começar, foram 7km de papete, dando uma volta em Vilas! Ainda inventei de fazer o percurso da praia e aproveitar pra conversar com Yemanjá. Conversa rápida! Só pra lavar a alma e ir embora.
   No caminho de ida, o calcanhar já deu sinal de vida. Doía mas, optei por continuar pra ver se acostumava. Frederico das Cavernas estava todo feliz com a sua aquisição. Achou as papetes horríveis mas, confortáveis! Cheguei na praia, entrei no mar. Que dor! Que ardor! Nem consegui calçar a papete de volta. Que coisa! Chinelei a miserável e voltamos pra casa. Descobri mais um jeito de usar a papete. Chinelando. Agora vou começar a usar as meias pra ver no que vai dar!
   Possivelmente, vou perder menos unhas do que nas outras provas longas que fiz! Vou usar papetes a semana inteira dentro de casa. Sair na rua nem pensar!