sábado, 14 de julho de 2012

Dez anos de Orientação

   A Corrida de Orientação faz aniversário de 10 anos. Me apaixonei por esse esporte há 7 e sempre escrevo minhas aventuras por aqui. Até contei como foi a primeira prova que fiz em dupla com Gabi no texto "Tudo começou com a Corrida de Orientação". Adoro!
   O nosso amigo Américo Sam fez uns versos em homenagem aos 10 anos de Corrida de Orientação na Bahia. Vale a pena conferir!


"Olá orientistas,
amigos participantes do esporte Orientação;
Saúdo a todos com a paz do Senhor,
ao passo que peço a vossa atenção.

Em 2012,
a Bahia completa 10 anos de competição;
É desde 2003 que temos a oportunidade
de participar de um campeonato de orientação.

E nessa oportunidade
não poderia deixar de agradecer ,
a todos que participam, e principalmente
àqueles que fizeram esse campeonato acontecer.

Tudo começou quando três nobres amigos
resolveram o esporte emancipar;
Transcenderam os muros dos quartéis
e para os baianos, o CamBO começaram organizar.

Reginaldo, Esteves e Moreno,
em conversas visualizaram o campeonato;
Depois chegou Augusto
e um tal de Véio do Mato.

Todos contribuíram e o CamBO veio a surgir.
Tem homem e mulher, menino e menina;
gente de todas as idades que se pode ter por aqui.

Tem gente empolgada
pelo seu primeiro prisma encontrar;
Tem cabra chateado
por ter errado a rota na hora de atacar.

São tantas histórias
que nesses 10 anos “aconteceu”;
Pois bem, vou contar umas duas
pra não dizerem que é invento meu.

Lembro-me do amigo
que um lago a nado atravessou;
Dizendo ser mais perto
que a trilha que o contornou.

Esse fato se sucedeu
na região de Alagoinhas;
o ano foi em 2004 e nome do atleta
não escrevo nem com pena de galinha.

Teve outro artista
que de uma falsa-baiana se utilizou;
achando ser a oportunidade
que ele tanto desejou.

Depois da travessia,
ele viu a razão que lhe faltou;
E como prêmio de recompensa,
Não foi o último, mas a aventura que ficou.

Teve aquela ainda que disse:
- Vejo o seu pupilo na chegada;
Só sei que a moça demorou tanto
que quase precisou ser resgatada.

Ah, foram tantas pistas
que não daria pra citar aqui;
teve Arembepe, Abaeté, 19º BC, PE,
Simões Filho, Cruz das Almas, Berimbau e Camaçari;
teve ainda Tiquaruçu, Tanquinho, Santa Bárbara,
Jorrinho, Cabrita, sem esquecer do 35º BI.

Temos disputas boas,
que fazem a rivalidade aflorar;
Foi assim no inicio, com Tio Regi e Moreno,
E é agora com Paulinho, Célio, Sampaio e Gilmar.

Tivemos e temos clubes e equipes
que deram e dão a maior contribuição;
Iniciou com o CLOFS, ROTA, CAOS, COAMA
e os PAPALÉGUAS da orientação;
Hoje tem o CBM, CAATINGA trekkers, KAAPORAS,
CARCARÁ, CCAA, CABRAS DA PESTE, sem esquecer do LITÃO.

Não podemos esquecer de Tio Freitas,
um cara que na Bahia veio morar;
Assim que se estabeleceu,
diversas provas começou a organizar.

Prezados, são dez anos de alegria
que valoriza a nossa AssBO/Associação;
Porém, fico a pensar
que tá na hora de parturiarmos a Federação.

Precisamos regulamentar o nosso esporte
para mais forte ele se tornar;
Tem bolsa atleta, SUDESB, prefeituras
e outros órgãos para parceriar.

É preciso também, às escolas retornar;
Em 2009 e 2010 era estudante pra todo lado,
andando, correndo. Todos a navegar.

É triste perceber que o estudantil se acabou.
Êta, chegamos a ter 150 meninos e meninas
correndo com mapas que a gente mapeou;
Não me perguntem por que ele veio ao fim;
Pergunte o que é que pode ser feito
para termos de volta o nosso festim.

Alguém já disse: “...não chore pelo passado”;
O fato é que precisamos nos unir,
pois se quisermos ver o esporte crescer,
Juntos, temos que agir.

Esse é meu relato que aqui deixo para reflexão;
Peço a todos que me desculpem,
se disse algo sem permissão;
Ah, deixo também os parabéns
para todos os praticantes do Esporte Orientação."

Grande Abraço,


Américo Sam